Browse by:
Estresse seca o leite?

Estresse seca o leite?

A produção de leite responde a estímulos – um leite que está esperando pra sair – e então a fábrica de leite começa a trabalhar. Com a sucção do bebê – ou bomba – chegam estímulos nervosos no cérebro. Daí o hipotálamo manda o comando pra hipófise. A hipófise anterior com a amiga prolactina fazem a composição do leite. A hipófise posterior com a ocitocina ejetam esse leite. Bem fisiológico. Você não precisa sentir nada disso pra produzir leite. Tem mulheres que sentem “o leite descendo” e tá tudo bem também.

Preciso esperar o peito encher para voltar a oferecê-lo ao bebê?

Preciso esperar o peito encher para voltar a oferecê-lo ao bebê?

Para que essa regulação ocorra de modo adequado, o estabelecimento de horários rígidos para as mamadas, uso de chupeta, treinamentos de sono para supressão das mamadas noturnas, etc., não são recomendados, porque eles enviam uma mensagem incorreta ao organismo da mãe, causando a redução da sua produção total diária de leite e, deixando-a aquém das necessidades do bebê.

Amamentar é uma questão de fé

Amamentar é uma questão de fé

Porque nem sempre o leite que produzimos será visível. E o volume extraído que tratamos de medir, correspondente à nossa capacidade real de produção. É preciso crer, mesmo sem ver, no mecanismo da amamentação, na sua fisiologia perfeita que nos acompanha desde o surgimento da humanidade e que nos trouxe até aqui. Nossa autoconfiança e tranquilidade permitirão que os hormônios envolvidos na amamentação atuem de forma eficaz, sem empecilhos.

Foto: Elisa Elsie - Duas Estúdio

O que significa capacidade de armazenamento do seio?

A capacidade de armazenamento dos seios é literalmente o que o nome diz: a quantidade de leite que seus seios são fisicamente capazes de suportar. Os seios de algumas mulheres podem armazenar muito leite e outros apenas um volume menor. O interessante é que você não pode dizer só de olhar – seios grandes não necessariamente armazenam mais leite do que os pequenos. Sua capacidade de armazenamento é determinada por quantas glândulas e ductos existem no seio e quão grandes estes são; e seios maiores tipicamente contêm mais tecido adiposo em vez de mais tecido glandular.