Como ser mãe sem pirar na era da informação?

Foto: Elisa Elsie

Entre os conselhos da vovó, os livros, guias e manuais de amamentação, criação de filhos e saúde infantil, os horários e tabelas e recomendações sobre a rotina do bebê, gráficos de peso e altura, orientações profissionais diversas (algumas bem desatualizadas, infelizmente), mais o poço sem fundo que é a Internet (que pode ser fonte inesgotável de informação da melhor qualidade, assim como de pura desinformação), sem falar nos pitacos alheios, nas dicas de comadre, nas experiências dos outros… Pois bem, no meio desse balaio de gatos estamos nós, com os miolos fritando, as olheiras descendo pelas bochechas e um bebê (dois ou mais!) nos braços. Como conciliar tanta informação e canalizá-la para o bem sem perder a sanidade mental?

Em primeiro lugar, é importante você ajustar suas expectativas ao mais próximo da realidade. Se propor metas possíveis para cada fase. Filtrar informação claramente descabida ou conflitante. Saber escolher bem as batalhas. Buscar uma rede de apoio, uma tribo. Fazer cara de paisagem pras críticas. Procurar outra opinião médica se for o caso. Não se deixar pressionar pelas expectativas dos outros.

O que a maternidade significa pra você hoje, e o que poderia chegar a significar amanhã? Que tipo de legado você gostaria de deixar para os seus filhos e as futuras gerações? Que prioridades devem estar no topo da lista durante estes primeiros anos? Quais são os seus objetivos? Quando a gente sabe aonde quer chegar, fica mais fácil traçar um plano, uma rota. Quando lutamos pelo que a gente acredita, o esforço e o cansaço não nos tiram a alegria, nem se tornam um peso insuportável, porque sabemos que é apenas um sacrifício momentâneo para alcançar um objetivo muito maior, repleto de recompensas. Quando caminhamos em boa companhia, dividindo glórias e fracassos com quem acredita no mesmo, a trajetória se torna mais leve.

Pára tudo! Respire fundo! Reflita! Aonde você está agora e aonde pretende chegar? Responda! Planeje! E então, passo a passo, um dia de cada vez, ande sem medo pelo caminho que você decidiu trilhar. Desfrute da jornada!


Texto de Gabrielle Gimenez @gabicbs

Texto originalmente publicado na minha conta do Instagram em 24 de junho de 2020.

Deixe uma resposta