Arroto do bebê: Perguntas frequentes

Arroto do bebê: Principais perguntas
Foto: Gabrielle Gimenez

Recebo sempre muitas dúvidas sobre esse tema.

– O bebê precisa arrotar todas as vezes que mama?


– Quanto tempo preciso esperar o bebê arrotar depois de mamar?


– Se ele dormir mamando, preciso acordá-lo para arrotar?


– Bebês que mamam na mamadeira arrotam mais?

Vamos lá! Muita calma nessa hora!


O “ARROTO” (cientificamente chamado de ERUCTAÇÃO) acontece (resumidamente falando) por um retorno involuntário de ar do estômago.

✅ Bebês que mamam no peito, com pega correta, geralmente engolem pouco ou quase nada de ar, então costumam arrotar menos mesmo! Bebês que mamam na mamadeira, por melhor que seja a posição ou o bico, costumam sim deglutir um pouco mais de ar.

✅ Em geral 5 – 10 minutos são o suficiente para o bebê arrotar. E só! Importante: Não é por que você não ouviu o barulho do arroto que seu bebê não arrotou! Ou às vezes ele não arrotou porque não engoliu ar ao mamar! Vejo muitas mães que deixam o bebê em pé após as mamadas cerca de 40 – 50 minutos para arrotar e acabam emendando uma mamada na outra! Não precisa! Bebês SAUDÁVEIS precisam de pouco tempo para colocar esse ar “a mais” para fora!

✅ Se o seu bebê dormiu mamando no seu peito (ou até na mamadeira), é porque ele está confortável! Se ele não tem nenhum problema de saúde (ex: doença do refluxo) não há necessidade de ser acordado para arrotar!!! Bebês desconfortáveis com gases após a mamada provavelmente não vão dormir sem se livrar do desconforto.

✅ É interessante dar esse tempo para o bebê arrotar após cada mamada, PORÉM, respeitando as orientações anteriores.

Para finalizar, não existe uma idade LIMITE para colocar o bebê para arrotar. Quanto maior o bebê, menor essa necessidade. Observe seu bebê, que é ÚNICO!!! ❤


Por Bianca Mello, pediatra humanizada (sala de parto e UTI Neo). Diretora na clínica multiprofissional Espaço Entre Irmãos, pós-graduanda em aleitamento materno.

Você pode acompanhar o seu trabalho no Instagram @drabiancamello.

Texto originalmente publicado na sua conta do Instagram e gentilmente cedido pela autora para divulgação neste espaço.

Deixe uma resposta